Doogee Mix 2 - Smartphone TOPO de gama a baixo custo - O melhor telemóvel 18:9 que já testamos... - Planeta Mobile

sábado, 20 de janeiro de 2018

Doogee Mix 2 - Smartphone TOPO de gama a baixo custo - O melhor telemóvel 18:9 que já testamos...




Review Doogee Mix 2





Este ano, iremos conseguir ver alguns Smartphones impressionantes, mas sobretudo amigáveis ​​a nível de orçamento. O Doogee Mix 2 não é excepção. Com um preço em Portugal a rondar cerca de 289 € versão 6GB/64GB ou 329 € versão 6GB/128GB o Doogee Mix 2 oferece uma qualidade de TOPO.

É claro que é possível obter o telemóvel a um preço mais reduzido, sobretudo se o adquirir-mos no seu país de origem (China), nos mais diversos sites e aplicações que encontramos na internet, mas devemos ter em mente os contratempos que poderão surgir como exemplo (evitar alfândegas, necessidade de assistência futura, entre outros factores que já são conhecidos)...
No início deste ano, tivemos a oportunidade e felicidade de receber e testar o novo Doogee Mix 2, que tem maravilhado todos os seus utilizadores, sobretudo a quem nos adquiriu.
O Doogee Mix 2 pode ser encontrado em duas versões:
Versão 6GB/64GB »» Compre AQUI
Versão 6GB/128GB »» Compre AQUI
O novo Doogee Mix 2 mantém o efeito "wow" do seu primeiro e original, mas adiciona uma sensação mais premium e sofisticada.
Tem um ecrã de 5.99 " e 18: 9 1080P que o torna simplesmente lindo; provavelmente um dos melhores que já vimosNão só é super "afinado" com qualidade e requinte, como também é muito brilhante e com cores super vibrantes.
Não temos palavras suficientes para descrever o quão agradável é o seu ecrã, e as imagens que apresentamos neste review não demonstram a realidade que é vê-lo ao vivo.


Produz qualidade

Como muitos telefones nos dias de hoje, o Doogee Mix 2 tem vidro na frente e vidro nas costas e uma moldura metálica que o mantém todo em conjunto.
Na parte de trás do telefone, existem duas câmeras e um scanner de impressões digitais, estando o scanner de impressão digital colocado em um ponto fácil de alcançar.
A configuração da câmera é composta por um sensor de 13MP e 16MP, e mais uma vez, dá ao telefone um visual mais potente.
O scanner de impressões digitais é preciso 99% do tempo, mas não é "ultra sónico". Demora cerca de meio segundo do momento em que você pressiona o scanner de impressão digital para que o ecrã seja desbloqueado. Pode não parecer um longo período de tempo, mas se você já usou um dispositivo emblemático no passado como o iPhone ou Galaxy S8 da Samsung, você definitivamente sentirá essa espera, mas apenas em meio segundo.
O quadro/estrutura é um pouco mais grosso do que a maioria dos flagship, e o telefone parece pesar um pouco (cerca de 217 gramas). Mesmo assim nota-se qualidade na construção e no material que o compõe.
Se você conseguir mantê-lo limpo, parece óptimo, mas essa não é uma tarefa fácil visto que todas as manchas de impressões digitais serão exibidas. No entanto não existe nada que possa contornar este facto visto a sua construção ser em vidro (como o iPhone 8), o que o torna sem dúvida muito bonito. Para sobrepor isto, existe sempre a possibilidade de adquirir uma capa em silicone, que o manterá limpo e protegido no seu revestimento.
O botão ligar / desligar e as teclas de volume estão localizados no lado direito do telefone e são colocados em um ponto fácil de alcançar.
O Doogee Mix 2 já não possui uma entrada para fones de 3,5 mm, mas há um adaptador que vem na caixa. Não somos grandes fãs de adaptadores, mas como é sábio até os novos iPhones da Apple já funcionam com este sistema. Mas este não é um problema mas sim uma nova tecnologia "diferente", e facilmente será ignorado, podendo mesmo utilizar alguns fones de ouvido por bluetooth para os não amantes deste sistema.
Na parte inferior do quadro metálico há uma porta USB do tipo C, um microfone e um alto-falante. O alto-falante fica um pouco alto a nível de volume, mas não é o maior orador por aí e parece um pouco distorcido quando está no volume máximo.
O telefone suporta OTG, mas não parece suportar o carregamento rápido. Com isso dito, leva cerca de 3 horas para completar completamente de 0 a 100.
Por sorte, o telefone tem uma grande vida útil da sua bateria não removível com cerca de 4060mAh e assim não terá que o carregar com muita frequência. Isso lhe dará cerca de 24 horas com um uso frequente, que na nossa opinião, é muito bom.

Especificações e desempenho

O Doogee Mix 2 é alimentado por um CPU Octa-core Helio P25 que é sincronizado em 2.5Ghz e emparelhado com 6GB RAM,e 64GB ou 128GB de armazenamento interno, dependendo da versão que comprarem. É também equipado com o Android 7.1.
Fora desse armazenamento interno de 64GB ou 128GB, há cerca de 54 GB restantes após o software operativo, mas que podem ser facilmente expandidos com um cartão micro SD. O telefone pode ser utilizado com 2 cartões SIM ou um cartão SIM mais um cartão SD.
A UI mudou drasticamente desde o original Doogee Mix anterior e parece que se sente, e muito bem. De certa forma, lembra a UI encontrada nos últimos modelos de dispositivos Samsung e este é definitivamente um passo em frente para a empresa.
Deslocar entre as telas, abrir aplicações e alternar entre aplicativos é feito de forma muito suave e fluida. Uma vez que existem 6 GB de RAM disponíveis, o multi-tarefas funciona muito bem nós até o testamos com 12 aplicações executandas em segundo plano ao mesmo tempo e o telefone não falhou em nenhuma delas.
Os resultados do benchmark são muito parecidos com o que você obtém num telefone com o Snapdragon 625, então obtemos um índice Antutu de cerca de 64000. Isso pode não parecer muito, considerando que as CPUs mais recentes obtêm pontuação em 160000, mas se você pensar nisso as flagship de há alguns anos costumavam obter pontuações em torno dos 40000.
A principal diferença que você sentirá ao comparar isso com um telefone de flagship é o tempo necessário para abrir as aplicações. O Doogee Mix 2 precisará de um segundo mais para abrir e carregar cada aplicação. Uma vez que os aplicações são carregadas, elas funcionam tão bem quanto fariam em um telefone muito mais caro.

O desempenho dos jogos também é adequado e conseguimos jogar alguns jogos com gráficos intensivos sem problemas. Mais uma vez, levará um pouco mais tempo para carregar os jogos ao compararmos isso com telemóvel mais caro.

Botões do ecrã e navegação

Como mencionamos no início do artigo, o ecrã é absolutamente lindo e provavelmente a melhor coisa sobre este telefone, que nos fascinou!
O ecrã é nítido e tem excelentes ângulos de visão; e é sobretudo brilhante. Pode ser facilmente visto mesmo com a luz do dia (lá fora), ou sob a luz solar (direta), e isso é algo que não vemos em qualquer telemóvel.
A sensibilidade está a par com dispositivos muito mais caros e o ecrã pode registar até 10 toques ao mesmo tempo. Escrever no ecrã funciona muito bem e não verificamos nenhum atraso.
Os botões de navegação estão na parte inferior do ecrã e podem ser alternados a partir das configurações o que o torna conveniente, dependendo da configuração em que você estava acostumado antes deste telefone.

Conectividade

O Doogee Mix 2 suporta conectividade 4G, WiFi de banda dupla e Bluetooth.
Infelizmente não há NFC disponível e as bandas 4G e 3G suportadas são um pouco limitadas. Claro que depende da localização e país do operador que você estará usando. Testado em Portugal, até ao momento não verificamos nenhuma interferência.
O GPS é um dos melhores que já testamos, e só demora alguns segundos para encontrar a sua localização. Uma vez que a localização é encontrada, o telefone não parece perder isso facilmente.
O Doogee Mix 2 também possui um sensor de giroscópio e funciona como pretendido. Se você estiver usando VR, este telefone também será óptimo para isso.

Câmaras

Na frente do telefone, temos duas câmeras de 8MP, uma delas tem um ângulo de visão de 88 graus e a segunda possui um ângulo de visão de 130 graus.
A segunda câmara é muito útil para fotos de grupo, pois tem um ângulo mais amplo. Ambas as câmaras tomam excelentes fotos com muita luz, mas as imagens tornam-se um pouco granuladas e fora de foco em condições de pouca luz.
Na parte de trás do telefone, temos um sensor de 16MP como a câmara principal e um sensor de 13MP como a câmara secundária.
O telefone dá a capacidade de tirar fotos com o efeito "bokeh", mas infelizmente não possui detecção de borda e o efeito "bokeh" não parece muito bom.
Deixando de lado o efeito do bokeh, se você tirar fotografias com a câmera principal de 16MP, as imagens ficam ótimas. Elas são nítidas e detalhadas, e as cores são muito precisas. O alcance dinâmico poderia ter sido melhor, mas levando em consideração o preço do telefone, é aceitável.
Em pouca luz, a qualidade da imagem diminui, mas isso era de se esperar. Mesmo que as câmeras traseiras não sejam perfeitas, esta é a melhor experiência de câmera que vimos em um dispositivo Doogee até agora.
No geral, as câmeras traseiras não são perfeitas, mas conseguimos tirar algumas imagens fantásticas, tendo assim muito potencial.

Conclusão:

O Doogee Mix 2 oferece excelente valor e qualidade por baixo preço e, se você está procurando por um telefone acessível, é mesmo de considerar.
O ecrã é um dos melhores que já testamos qualquer telefone, mesmo os TOPO de gama e mais conhecidos como os da Apple e Samsung. Desta forma o seu desempenho não irá decepcioná-lo.
As câmaras traseiras poderiam ter sido melhoradas, mas esperamos que isso possa ser alcançado através de actualizações de software no futuro, ou mesmo no lançamento de telemóveis futuros por parte da Doogee.
O Doogee Mix 2 pode ser encontrado em duas versões:
Versão 6GB/64GB »» Compre AQUI
Versão 6GB/128GB »» Compre AQUI
Mais detalhes e pormenores podem ser verificados no video que apresentamos em abaixo:


Sem comentários:

Enviar um comentário

Idioma / Language