CEO da Xiaomi explica o porquê dos stocks dos seus smartphones serem pequenos - Planeta Mobile

quinta-feira, 26 de abril de 2018

CEO da Xiaomi explica o porquê dos stocks dos seus smartphones serem pequenos

Com um crescimento sustentado ano após ano, a Xiaomi tem aumentado as suas vendas e subido no top de fabricantes.

No entanto, a empresa chinesa continua a não dispor de grandes stocks, tendo o seu CEO explicado porquê.



Embora a Xiaomi tenha cada vez um maior peso no mercado, a verdade é que esta tem levado um crescimento sustentado, especialmente nos stocks dos seus smartphones.

Alguns países globais onde a marca chinesa tem presença oficial têm visto alguns modelos esgotar, com a Xiaomi a demorar algum tempo a repor o stock.

Confrontado com esta questão numa entrevista ao India Today, o CEO da Xiaomi, Lei Jun, explicou o porquê de isto acontencer. Segundo este, esta é uma consequência do modelo de negócios adotado pela marca cuja margem de lucro é muito reduzida. Assim, a marca chinesa produz uma quantidade limitada de smartphones de forma a evitar grandes stocks e para ser menos influenciada pelas quebras nas vendas.



Com margens de lucro entre 1% e 2%, Lei Jun admite que, no máximo, a Xiaomi apenas pode suportar 10% a 12% de stock, evitando assim dificuldades financeiras.

Esta questão surgiu depois do Redmi Note 5 Pro estar a enfrentar alguns problemas de stock na Índia, levando a que muitos utilizadores não consigam adquirir este modelo. Para este caso específico, o CEO da marca chinesa afirma que o fabrico deste modelo está condicionado pela disponibilidade do módulo da câmara, o que tem atrasado a produção.



Com o crescimento desta marca, a Xiaomi irá ter um poder de investimento cada vez maior, conseguindo assim manter uma maior quantidade de produtos em stock, reduzindo os tempos de espera.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Idioma / Language